sábado, 18 de junho de 2011

Se esqueceu de mim?

17 de fevereiro de 2010. Noite quente de verão porto-alegrense. Poucos dias para meu aniversário. Ele me chama em seu quarto e pede que eu o tape com um cobertor. Estranhei tal pedido com todo aquele calor. Depois que eu o tapei dei um beijo em sua testa. Ele falou: "obrigada filhinha, Deus vai te retribuir por tudo isso".

Essas foram as últimas palavras que meu pai me disse antes de partir na manhã seguinte, em 18 de fevereiro de 2010. Hoje faz 1 ano e 4 meses deste triste dia e pelo licença para olhar pro céu e perguntar: "Deus, tu se esqueceu de mim?"

3 comentários:

EFEITO EM PANO disse...

É bem assim Nathy, todos os dias é uma lembrança diferente, uma dor diferente, um pensamento diferente. Imagino para ti, que duas pessoas, muito amadas, ainda dentro de tuas lembranças diarias, idas diarias...vida... vida... dia...a dia. Que semente dixada pelos teus... guerreira, lutadora e sempre vencedora, vai vento vadio.
bj

Soninha disse...

Saudade de ti... vontade de te dar um grande e carinhoso abraço!

Malu disse...

As dores não passam... apenas amenizam e aprendemos a viver com as duras perdas daqueles que tanto nos amam e amamos...
Que tudo seja força em ti.
Abraços